Para visualizar correctamente este conteúdo "clique" no botão em baixo e faça download do último plug-in do Flash Player.

Obrigado.

Alojamento

No Algarve, é fácil encontrar o alojamento adequado para as férias desejadas. Além de uma oferta variada de excelentes estabelecimentos hoteleiros, apartamentos, moradias e parques de campismo, existem pousadas do Estado espalhadas por toda a região.
As unidades hoteleiras têm a seguinte classificação:

Hotéis: Com prestação diversificada de serviços e possível fornecimento de refeições, estão classificados de 1 a 5 estrelas, variando estas consoante a qualidade das instalações e serviços, bem como, a localização dos estabelecimentos.
Hotéis Apartamento: Fruindo de todos os serviços de um Hotel, estes são a garantia de uma maior independência para quem os procura, estando classificados de 2 a 5 estrelas.
Pousadas: Situadas em locais privilegiados ou em antigos mosteiros, castelos e palácios, as pousadas organizam-se por: Histórica, Design Histórico, Natureza e Charme. Neste tipo de alojamento aconselha-se a marcação prévia (ENATUR – Pousadas de Portugal: www.pousadas.pt).


Aldeamentos Turísticos: Meios complementares de alojamento classificados de 3 a 5 estrelas, os aldeamentos estão localizados em espaços que englobam vários serviços e equipamentos de apoio.


Apartamentos Turísticos: Quem pretenda autonomia completa pode optar por estas unidades de classificação variável entre as 3 e as 5 estrelas. 


Conjuntos Turísticos / Resorts: Os Resorts são uma boa escolha para quem gosta de ter vários serviços e equipamentos de lazer disponíveis num mesmo espaço e acesso a diferentes opções de alojamento, seja um hotel de 4 ou 5 estrelas ou outro tipo de empreendimento turístico.

Turismo de Habitação: Quem prefere um acolhimento de natureza familiar, pode optar por ficar em solares, casas apalaçadas ou residências de reconhecido valor arquitectónico, histórico ou artístico, seja num ambiente rural ou urbano.

Turismo no Espaço Rural: Caracterizado por um acolhimento em casas rústicas, com características próprias do meio rural em que se inserem, o Turismo no Espaço Rural permite um contacto mais directo com as populações, os seus usos e costumes e com a própria Natureza. Estas unidades de alojamento podem estar classificadas como:

Casas de Campo - estão situadas em aldeias e espaços rurais e mantêm a traça, materiais de construção e outras características da arquitectura local;

Agro-turismo - são unidades integradas numa exploração rural, onde os turistas podem participar nos trabalhos agrícolas, se assim o desejarem;

Hotéis Rurais - classificados de 3 a 5 estrelas, estão inseridos em zonas rurais, respeitando o traçado e as características arquitectónicas da região onde se situam.


Campismo: Os parques de campismo dividem-se em dois grupos, cuja classificação varia entre 1 e 4 estrelas: os públicos, quando permitem o acesso aos visitantes em geral, depois de o pagamento ter sido efectuado; e os privativos, sempre que o acesso esteja reservado a associados ou beneficiários da entidade exploradora. Estes últimos deverão apresentar a letra «P».
Para pernoitar, o campista deverá identificar-se ou através do respectivo passaporte, ou do bilhete de identidade, ou da carta de campista passada por um organismo nacional, caso seja exigida, ou ainda do «carnet camping» da Federação Internacional de Campismo e Caravanismo (F.I.C.C).

Turismo de Natureza: Sempre que um empreendimento turístico estiver situado numa área de natureza protegida ou classificada com valor natural é integrado na prática de Turismo de Natureza, reconhecida pelo Instituto de Conservação da Natureza e Biodiversidade. Neste caso, devem disponibilizar equipamentos e serviços que possibilitem o usufruto e a interpretação da natureza.

Observações: Em todos os estabelecimentos hoteleiros, restaurantes e agentes de viagens é obrigatória a existência de livro de reclamações.

Actualizado em: 20-08-2014

Visitante: 20017730

  • Turismo de Portugal